Rallye Mortagua

FOTOS DISPONIVEIS EM

www.facebook.com/nunowrcdinis
www.ralisonline.net





NUNO DINIS

Rallye Mortagua- Movielight

DESAFIO MODELSTAND




Luta a dois pelo título


O Rali de Gondomar poderá ser decisivo na atribuição do título no Desafio Modelstand de 2012, com Diogo Gago e Gil Antunes em luta aberta pelo primeiro lugar. Promete esta prova.


O Rali de Gondomar é a sétima prova do Desafio Modelstand de 2012, que irá para a estrada dia 26 e 27 de Outubro, tendo a organização do Gondomar Automóvel Sport (http://gas.com.pt).

Esta prova, tal como na anterior, volta a ter sete concorrentes inscritos no Desafio Modelstand, marcando presença nesta competição Diogo Gago, Gil Antunes, Salvador Gonzaga, Sérgio Vaz, Pedro Fins, Roberto Canha e João Castela.

Com a vitória em Loulé, Diogo Gago conseguiu regressar à liderança do Desafio Modelstand, aproveitando da melhor forma a desistência de Gil Antunes nessa prova. Sete pontos separam os dois pilotos estando “proibido” a qualquer um não pontuar ou errar nesta prova, tal a importância que a mesma tem no desfecho da competição. Por isso, qualquer dos pilotos aponta a vitória como objetivo principal, mas se for Gago a vencer o título é seu, quando ainda falta disputar uma prova..

Em mais uma prova de terra que se prevê muito dura, Salvador Gonzaga e Pedro Fins querem chegar aos lugares dos pódio, pelo que se prevê mais uma luta interessante de seguir.

Sérgio Vaz chega motivado a Gondomar pelo terceiro lugar obtido em Loulé, visando também ele chegar aos primeiros lugares, assim como João Castela e Roberto Canha.

“Estamos numa fase importante da competição. É lógico que a tensão seja um pouco maior entre as equipas, mas o desportivismo tem imperado e não existem razões para que não volte a ser assim, tanto mais que as recentes verificações demonstraram que está tudo bem com os carros, o que quer dizer que terão mesmo de ser os pilotos a fazer a diferença”, refere José Costa, da Exporacing, entidade responsável pela organização do Desafio Modelstand, dizendo que “Gondomar é uma prova importante na história desta competição e mais uma vez poderá ser decisiva. Espero que a competição seja grande e que no final vença o melhor”.


CALENDÁRIO 2012:

18 /02 – Rali de Barcelos
10/03 – Rali Castelo Branco
14/04 – Rali Vidreiro
23/06 – Rali de Monção
07/09 – Rali de Oliveira do Hospital
07/10 – Rali de Loulé
27/10 – Rali de Gondomar
25/11 – Rali do Baião



RICARDO PEREIRA

Salvador Gonzaga- Rallye Gondomar




Principal objetivo é garantir 3ª posição no troféu


Depois de uma participação algo curta no Rallye de Loulé a dupla Salvador Gonzaga e Paulo Lopes esperam voltar este fim-de-semana aos lugares do pódio, com a participação no Rallye de Gondomar, prova pontuável para o Campeonato Open de Ralis e Desafio ModelStand.

A dupla do Peugeot 206 Gti tem vindo a fazer uma boa época, atingindo sempre os objetivos delineados de andar nos lugares do pódio. Ocupando a terceira posição após seis provas, em Loulé poderiam já ter garantido essa posição, mas devido ao azar esse será novamente o grande objetivo na prova do GAS.

Como nos salienta o piloto do Porto, “Temos que fazer uma prova com juízo, sem erros. Por motivos profissionais só chegarei ao rali durante a tarde de sexta-feira, pelo que os treinos serão praticamente nulos e assim sendo mais vale andar regular, e tentar garantir o terceiro lugar final do troféu que ocupamos no momento. A prova vai ser dura, vai ser necessário fazer uma boa gestão da mecânica dos carros, mas e a exemplo das provas anteriores, acho que reunimos argumentos para terminar o rali dentro dos três primeiros”

A equipa técnica da Carlos Matos Competições tem feito um bom trabalho com o 206 Gti e para Gondomar fez uma profunda revisão ao mesmo, para que tudo corra uma vez mais em pleno.
O Rallye de Gondomar arranca na sexta-feira com a super especial no centro de Gondomar, seguindo no Sábado mais seis provas especiais de classificação totalizando 57,88 km em troços cronometrados e 117,46 no percurso total da prova. O pódio final está previsto para as 16h45.




ANTONIO DINIS

Rallye Gondomar


É já hoje que se inicia a penultima prova do Campeonato Open de Rallyes 2012, o Rallye de Gondomar que se inicia hoje com a realização da Super Especial, percorrendo amanha 6 troços.


HORARIOS



Mais informações sobre a prova em:

http://gaspt.weebly.com/




NUNO DINIS

IVO NOGUEIRA



CAMPEÃO CPR2



Ivo Nogueira, sagrou-se Campeão de Portugal de Ralis 2L/2RM, ao vencer o Rali de Mortágua. Aos comandos do Citroën DS3 R3T e com Nuno Rodrigues da Silva no banco do lado direito, Ivo Nogueira voltou a estar em plano de destaque ao rodar sempre entre os mais rápidos, conseguindo a vitória nas duas rodas motrizes (3º lugar da geral).
O domínio do jovem maiato, na sua categoria, começou logo na super especial nocturna de ontem, ao fazer o segundo lugar da geral, batido apenas por um carro 4x4. Esta manhã, na primeira passagem pelas três especiais do dia, Ivo Nogueira foi sempre o mais veloz nas duas rodas motrizes, ganhando uma vantagem confortável para o segundo classificado, que lhe permitiu gerir o andamento na parte da tarde, vencendo pela terceira vez consecutiva e aumentando a vantagem na liderança do Campeonato 2L/2RM.
"O rali correu de forma perfeita. Procurámos ganhar vantagem de manhã, numa altura em que as especiais estavam mais escorregadias, para podermos gerir a vantagem da parte da tarde. Foi isso que fizemos com total eficácia. Evitámos também correr riscos desnecessários e saímos daqui com o principal objectivo da temporada cumprido, que era conquistar o título das duas rodas motrizes" afirmava o piloto no pódio em Mortágua depois de mais uma vitória.
"Sabíamos que não dependiamos só de nós para fechar já as contas do título, mas a conjugação de resultados foi-nos favorável. Mais uma vez o carro esteve impecável, tal como aconteceu ao longo da temporada. Quero ainda agradecer a toda a equipa e aos meus patrocinadores, e em especial ao Vítor Hugo e ao Nuno Rodrigues da silva que foram os meus navegadores este ano ", finalizou o jovem maiato.


PAULO HOMEM
www.ralisonline.net

Clube Escape Livre



PROGRAMA

26 de Outubro
18h30m – Abertura de secretariado e verificações técnicas. (Câmara Municipal da Guarda)
20h30m – Jantar de receção dos participantes.
22h00m – Reabertura de secretariado e verificações técnicas.
24h00m – Fecho de secretariado.


27 de Outubro
7h00m – Abertura de secretariado e entrega de coordenadas e cartas militares.
8h30m – Briefing (Auditório da CMG).
9h00m – Início do desafio “Nas Alturas Navegação 4x4”.
15h30m – Abertura de Controlo de chegada
20h00m – Jantar


28 de Outubro
8h00m – Abertura de secretariado e entrega de coordenadas e cartas militares.
9h30m – Briefing (Auditório da CMG).
10h00m – Início do desafio “Nas Alturas Navegação 4x4”.
14h30m – Abertura de Controlo de chegada
17h30m – Entrega de prémios.
18h00m – Jantar



 NUNO DINIS

Armindo Neves Rallye Sport




Evolução Consistente

Depois do excelente resultado no Rali Centro de Portugal, Armindo Neves e Bernardo Gusmão voltaram a evidenciar um bom nível competitivo no Rali de Mortágua, sendo a exibição até melhor que o resultado obtido nesta prova da Taça de Portugal de Ralis, que terminaram no quinto lugar da geral.

Foi um rali bastante disputado, sendo provavelmente até uma das melhores provas de asfalto que realizei na minha carreira. Os tempos que fizemos nas segundas passagens pelos troços, onde estivemos sempre entre os mais rápidos, mostram o nível em que conseguimos andar e também a nossa grande evolução neste tipo de piso onde sempre me senti menos á vontade”, afirma Armindo Neves, piloto da equipa AN Rally Sport, patrocinada pela Valvoline, SKF, Lopes & Gomes, Beru, InterMarché Marinha Grande, Incopil/Flor das Hortas, Glassdrive e Mastersensor, e que tem como parceiros a Beta, Hankook, Budget, J.Silva,Lda, TR4Digital, PR-Car, Garvetur, Manuel Mafra, Jornal das Oficinas e Mitsubishi Motors de Portugal.

Apesar do quinto lugar final obtido entre os concorrentes da Taça de Portugal no Rali de Mortágua, o piloto diz que apenas nos faltou entrar com mais confiança na fase inicial do rali, pois nas segundas passagens conseguimos ser bastante competitivos e ficámos muito satisfeitos com o nosso andamento sempre ao nível dos melhores e também com o excelente desempenho dos pneus Hankook. Quero ainda agradecer á minha mulher que uma vez mais desempenhou na perfeição o papel de navegadora na recolha das notas, devido a compromissos profissionais do Bernardo durante a manhã de sexta-feira”.

Para Bernardo Gusmão esta prova foi excelente, só foi pena o resultado não ter sido melhor. Os 29 segundos que nos separaram do 2º lugar mostram bem a competitividade que houve durante toda a prova. Apesar de tudo saímos daqui bastante satisfeitos, pois temos consciência que sabemos exactamente o caminho a seguir de forma a melhorar a nossa performance nos pisos de asfalto. Por isso mesmo estamos desejosos que chegue o Algarve acrescenta.

A equipa AN Rally Sport segue agora para o Rali Casinos do Algarve, onde nos queremos manter no pódio da Taça de Portugal, que é o objetivo que traçámos para esta temporada. Vai ser uma prova onde iremos dar o nosso máximo para manter esta posição no campeonato, retribuindo assim aos nossos parceiros a confiança que depositaram em nósconclui Armindo Neves.

Por último, a equipa AN-Rally Sport quer felicitar e dar os parabéns à dupla Vitor Pascoal / Luis Ramalho pela conquista da Taça de Portugal.



NUNO DINIS


Clube Escape Livre




Vencedor do Prémio Inovação Valorpneu 2012 já é conhecido



Foram divulgados, na última semana, em Vila Nova de Gaia, os Prémios Inovação Valorpneu 2012. A quarta edição desta iniciativa, que tem ganho cada vez mais prestígio a nível nacional e internacional, premiou, com 7.500 Euros e um estágio profissional, Diogo André Pedro com o projeto “Desempenho de argamassas com materiais finos provenientes da trituração de pneus”.

O projeto consiste em encontrar soluções que, além de aproveitarem a resistência mecânica conferida pelos materiais cimentícios, consigam também incrementar nas argamassas características de ductilidade. Este novo reboco pretende ser uma alternativa a revestimento de paredes.

Além do primeiro prémio foram atribuídas duas menções honrosas com o valor de 2.500 euros a Pedro Mendonça, da Universidade de Évora, com um projeto na área da arquitetura “fachadas de pneu reciclado” e Pedro Gonçalves, do Instituto Politécnico da Guarda, pelo projeto “Safe Concept Rail” na área do ecodesign.

Os galardões foram atribuídos por um júri constituído por elementos da Agência Portuguesa do Ambiente, Instituto Superior Técnico e programa MIT Portugal, Empresa Portuguesa de Borrachas Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, Valorpneu e Associação Automóvel de Portugal.

O Prémio Inovação Valorpneu, com enfoque nas áreas de Engenharia, Design e Arquitetura,  tem como objetivo premiar soluções inovadoras para a gestão e destino sustentável dos pneus usados e Incentivar e dar visibilidade ao trabalho de investigação realizado em estabelecimentos de ensino superior e em outras entidades do sistema científico dos países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).




NUNO DINIS

PAULO NETO SPORT





Grande prova e bom resultado

Paulo Neto / Vitor Hugo fizeram em Mortágua um excelente rali, que culminou num pódio entre os concorrentes ao Campeonato de Portugal de Ralis 2L/2RM (CPR2).

No Rali de Mortágua, prova que se disputou nos passados dias 19 e 20 de outubro, Paulo Neto / Vitor Hugo tiveram uma excelente prestação, que até poderia ter sido melhor não fossem alguns problemas que condicionaram o andamento no decorrer da prova. O 3º lugar entre os concorrentes do CPR2 foi um justo prémio.

Esta prova chegou na altura certa. Estava convencido de que poderia fazer um bom resultado e uma boa prova, o que veio a acontecer, até porque estava muito motivado para tal. Com o sol os troços estavam secos e também por isso andamos bem. O Vitor Hugo também ajudou muito, pois a experiência dele foi importante para obter este resultado”, começa por afirmar Paulo Neto piloto apoiado por Weber, Quantinfor, Vitarte, Caras decoração, Diresco, Carlos Simões, Banhoazis, Listor, Tres, Domino e Sanitana.

Sobre a prova em si, Paulo Neto refere que “até nem começou muito bem, pois ficamos sem intercomunicadores para a super-especial. Na segunda secção foram os travões a ceder devido ao corte de um tubo provavelmente provocado por uma pedra, ao ponto de termos uma ligeira saída de estrada, que só não teve más consequências porque foi num zona lenta a subir. Nos derradeiros troços andamos francamente bem, conseguimos subir ao terceiro lugar e demonstramos uma consistência de andamento que nos permitiu sermos rápidos”.

Com apenas uma prova para terminar a temporada, Paulo Neto ainda tem hipóteses de chegar ao pódio no CPR2, mas para isso precisamos de efetuar no Rali Casinos do Algarve mais uma boa exibição, numa prova que já conhecemos, mas também esperar pelo resultado dos nossos adversários diretos”.

Para concluir, o piloto de Sintra não deixa de felicitar o novo Campeão do CPR2, o nosso colega de equipa Ivo Nogueira. É um justo campeão pelo que trabalhou esta temporada, a ele e à nossa equipa os nossos parabéns”.

Resultados do Rali de Mortágua em www.cacsport.com.




NUNO DINIS

VODAFONE BP ULTIMATE TEAM





Espanha encerra Velocidade Nacional 


Vodafone BP Ultimate Team quer  reeditar vitórias de 2011 em Jarama 


 É no circuito de Jarama, nos arredores de Madrid, que cai o pano sobre a velocidade nacional. Miguel Barbosa e José Pedro Fontes partem para o traçado espanhol com os objectivos bem definidos, vencer ambas as corridas do fim-de-semana, dando seguimento ao bom resultado conseguido no início deste mês de Outubro no Estoril.  Ao longo da temporada, o Vodafone BP Ultimate Team esteve quase sempre na luta pelas vitórias, mas algumas condicionantes, colocaram a equipa numa situação delicada para poder revalidar o título, nomeadamente no CPC, algo que ainda é matematicamente possível. Contando com um Mercedes GT3 SLS impecavelmente preparado pela Sports & You e com a garra e a qualidade dos dois pilotos, vencer ambas as corridas de Jarama é o grande objectivo, embora o que vier por acréscimo seja considerado lucro.  
Para Miguel Barbosa o objectivo não poderia ser, à semelhança das restantes provas, mais simples: “Ganhar! É o último fim-de-semana do ano e estamos muito motivados para terminar a época a ganhar. Não temos nada a perder, pelo que vamos a pensar nas vitórias, como fazemos sempre. Esta é uma pista de que gosto e onde no ano passado nos sentimos bem, pelo que queremos repetir o desempenho de 2011” afirmou.    
Um objectivo que é partilhado pelo seu companheiro José Pedro Fontes, ao colocar o foco no mesmo ponto, a vitória: “No ano passado ganhámos aqui à geral na ronda do Iberian Supercars Trophy, que corria juntamente com o Campeonato de Espanha de GT, pelo que temos uma excelente base de partida. Gosto desta pista e queremos fechar o ano a vencer, num traçado onde o Mercedes se adapta bem”, referiu o piloto portuense. 

Quanto à contabilidade, “sabemos que as contas do título ainda não estão fechadas, que matematicamente ainda é possível, mas temos a consciência de que é muito complicado. Mas aguardemos o desenrolar dos acontecimentos”.  

Ao contrário do habitual, as actividades para os pilotos do Campeonato de Portugal de Circuitos começam na tarde de sexta-feira, com três horas e meia de treinos livres. Sábado decorre a sessão de qualificação única, com 45 minutos de duração (início às 13h15 em Portugal) e, a partir das 16h40, tem lugar a primeira corrida. O programa de Domingo contempla a segunda corrida, com início marcado para as 10h55.  


ALBANO DINIS

Rallye de Mortagua

EXIBIÇÃO DE GALA DE RICARDO MOURA


Num rali interessante do ponto de vista competitivo e até desportivo, em que houve também algum espetáculo nos troços, Ricardo Moura confirmou toda a sua superioridade nesta fase da sua carreira.
Os números dizem tudo face à superioridade de Moura nesta prova, que mesmo nas segundas passagens se mostrou muito competitivo não dando quaisquer hipóteses à concorrência, fechando a sua temporada no continente com mais uma vitória.
Miguel Barbosa deu mais um passo na sua evolução, mostrando-se muito à vontade com o Evo e praticando uma condução espetacular que lhe garantiu um excelente segundo lugar confirmando ainda o vice-título em 2012.
Dava a entender que Barbosa e Pedro Meireles poderiam ter lutado pelo 2º lugar, mas o Impreza "viu" o motor parar demorar quase 5 minutos para voltar a pegar, atirando o piloto para o final da classificação.
Ivo Nogueira teve em João Silva um excelente adversário, mas no final saboreou o título no CPR2. O piloto da Citroen comandou sempre nas duas rodas motrizes, terminando o rali com 5s de vantagem para o piloto madeirense, mas os problemas de travões matinais acabaram por condicionar o resultado. Depois João Silva foi-se mostrando de troço para troço cada vez mais rápido, mas faltaram-lhe mais troços para poder vencer nas duas rodas motrizes.
Paulo Neto terminou com o azar e arrecadou um 5º lugar da geral e terceiro no CPR2 (o suficiente para dar o título a Ivo Nogueira já nesta prova), mesmo tendo perdido 2m30s para os seus adversários. Mesmo assim vez uma prova muito consistente e rápida demonstrando muito mais à vontade aos comandos do DS3.
Nesta prova houve diversos campeões e outros vencedores. Em primeiro lugar Vitor Pascoal, que venceu a Taça de Portugal depois de ficar em 3º lugar nesta competição em Mortágua, num rali em que teve problemas de travões e de um susto final em que ficou sem tracção traseira. Um resultado que lhe garante o primeiro e merecido título nacional, depois de uma carreira recheada de vice-campeonatos.
Daniel Nunes sai triplamente satisfeito de Mortágua. É campeão no Regional Centro, venceu o rali neste campeonato, vence também entre os concorrentes da Taça de Portugal e, mais uma vez, deu um grande espetáculo. É pilotos destes que precisamos nos ralis.
Uma nota de destaque para Raul Aguiar, que ficou em segundo nas contas da Taça de Portugal, também ele um piloto muito espetacular mas que teve um Mitsubishi muito pouco colaborante ao nível da caixa de velocidades e dos travões.
No Troféu Nacional de Clássicos, o único concorrente, Carlos Neves venceu.
LÍDERES DO RALI:
Ricardo Moura (Pec 1 a 7)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Ricardo Moura (7)
CLASSIFICAÇÃO FINAL
classificnacio12mort
PILOTO DE RALI
Ricardo Moura
MOMENTO DO RALI
Moura sem oposição desde a Super Especial
MENOS DO RALI
Ausência de luta pela vitória


PAULO HOMEM
www.ralisonline.net

Clube Escape Livre


                           Património Mundial da Humanidade… mesmo aqui ao lado!



Estiveram em alta as emoções de cerca de 90 aventureiros, que em 30 viaturas Mercedes-Benz com tecnologia 4MATIC, percorreram trilhos que levaram ao Património Mundial da Humanidade, no Mercedes-Benz 4MATIC Experience, organizado pelo Clube Escape Livre. O Alto Douro Vinhateiro, as Gravuras Rupestres do Vale do Côa e o Fado mereceram lugar de destaque num passeio todo terreno onde também encantaram as paisagens, os percursos TT, as visitas e todo o ambiente de amizade e boa disposição entre os proprietários da marca alemã.
Depois de vários dias de chuva, o sol e o frio deram as boas vindas ao fim de semana e permitiram usufruir das paisagens em pleno. A exclusividade deste passeio não se cingiu ao tipo de viaturas. Na sexta-feira, 19, primeiro dia do evento, os participantes tiveram oportunidade, depois de uma visita guiada pelo centro histórico de Trancoso, de conhecer o novo Centro de Interpretação da Cultura Judaica que seria inaugurado apenas no dia seguinte. À noite, uma pequena mas interessante etapa noturna levaria a caravana até Moreira de Rei, pequena localidade onde D. Sancho II foi acolhido, mesmo antes do seu exílio para Toledo.
No sábado, a grande e mais diversificada etapa do fim-de-semana começou com a subida à capela de São Gabriel para uma panorâmica extraordinária sobre o vale do Côa, seguida da descida às margens deste rio, para visitar as gravuras rupestres da estação da Penascosa. As dificuldades na passagem a vau do rio Côa adivinhavam-se fáceis para a tecnologia 4MATIC dos Mercedes-Benz, mas o reduzido caudal facilitou ainda mais a entrada na paradisíaca Quinta da Ervamoira, onde seria visitado o Museu e apreciado um vinho generoso. O percurso pela Muxagata para o Museu do Côa terminou com a visita a este espaço e com o almoço com direito a vista panorâmica sobre a confluência do Côa com o Douro. De tarde, fez-se a travessia pela Quinta da Leda a caminho de Barca d’Alva, seguindo-se vários quilómetros ao longo da margem esquerda do Douro até entrar em Espanha, pelo cais do Águeda, partindo a caminho do sobranceiro castelo de San Felices, onde foi possível subir às muralhas e ver a paisagem de planície. Antes da chegada a Ciudad Rodrigo, uma breve paragem no Centro de Interpretação de Siega Verde permitiu esticar as pernas e assistir à exibição de um filme e explicação sobre as gravuras. A partir do Parador de Ciudad Rodrigo, iniciou-se a visita pelo centro histórico e uma ida ao Centro de Interpretação da Rota das Fortificações de Fronteira. O jantar teve lugar no Parador Enrique II de Trastâmara, um antigo castelo do séc. XIV que encantou os participantes por toda a estrutura e decoração.
No domingo, a ligação a Salamanca incluía um troço de 20 kms em terra pela estrada Cañada Real da Extremadura e que com as chuvas dos dias anteriores se apresentava com zonas de lama onde, uma vez mais, a tecnologia 4MATIC foi posta à prova permitindo atravessar com toda a facilidade algumas das “fincas” locais. Com a Plaza Mayor de Salamanca a servir de local de concentração, os participantes foram recebidos no Ayuntamiento e seguiram para uma visita pelo centro histórico que terminou no Colégio Arcebispo Fonseca, onde foi servido o almoço de encerramento com entrega de prémios, ao som do Grupo de Fados da Guarda. Os mais interessados ainda fizeram uma última visita ao Museo de História de la Automocion de Salamanca, excelente espaço de visita com vasto repositório de veículos desde os primórdios da mobilidade automóvel, e de onde se destaca, inclusive, uma réplica do primeiro carro a combustão conduzido por Berta Benz, a partir do qual viria a nascer a marca Mercedes-Benz.
Balanço muito positivo para o Clube Escape Livre, enquanto a Mercedes-Benz Portugal salienta, através das palavras de Jorge Aguiar, Diretor de Marketing e Comunicação, que no seguimento do já merecido reconhecimento que o Clube Escape Livre alcançou na organização deste tipo de passeios culturais e de lazer, o Mercedes-Benz 4MATIC Experience 2012 foi para a Mercedes-Benz Portugal mais um grande sucesso do Clube, ao organizar e congregar neste evento a possibilidade dos nossos atuais clientes de modelos com tecnologia 4MATIC (GLK, GL, ML, G) poderem usar as suas próprias viaturas e colocarem em prática as capacidades ''fora de estrada'' que estes modelos possuem. O evento permitiu alcançar lugares históricos do nosso património, com um claro convívio entre participantes que à partida não se conhecem, mas que no final do evento acabam por criar novas amizades, colocando a Mercedes-Benz como a marca que permitiu esta nova experiência dos seus produtos e que volta em anos seguintes para mais um desafio em busca do nosso património com os seus Mercedes-Benz”.





NUNO DINIS
PHOTO: Clube Escape Livre

Rallye Casinos do Algarve





Rallye Casinos do Algarve 2012


O Clube Automóvel do Algarve volta a colocar na estrada o Rallye Casinos do Algarve, edição nº 41, nos dias 16 e 17 de Novembro.

A prova marca o fim da temporada de ralis, contará para quatro competições: Campeonato de Portugal, Campeonato 2 Litros/2RM, Taça de Portugal e Campeonato Regional do Sul. Mantendo a estrutura de um rali compacto, a 41ª edição estará sedeada no Hotel Algarve Casino, na Praia da Rocha em Portimão, embora a vertente competitiva seja nas estradas da serra de Monchique.
 Será uma excelente oportunidade de comparar os andamentos dos concorrentes dos diferentes escalões, e de existem resultados surpreendentes, como na edição de 2011 onde a equipa algarvia Ricardo Teodósio/João Luz foi a mais rápida de todo o pelotão.  

O Rali Casinos do Algarve tem o patrocínio da Solverde – Casinos do Algarve, da Câmara Municipal de Portimão, da Câmara Municipal de Monchique, da CARMIM e da XesEquipa.




JOSE GIL NEVES

Rallye Loule/Casino Vilamoura





Daniel Nunes venceu Rallye de Loulé-Casino de Vilamoura


A edição 2012 do rali louletano foi uma batalha a dois, entre Daniel Nunes e Ricardo Teodósio, a trocarem argumentos com uma diferença reduzida no final. Fernando Peres saiu com o título do Open na mão e Diogo Gago voltou ao topo do Desafio Modelstand.

A vitória da equipa Daniel Nunes e Daniel Amaral, em Mitsubishi Lancer EVO 6, começou a desenhar-se nos troços iniciais do Rallye de Loulé-Casino de Vilamoura. Partido em quartos na estrada, atacaram forte vencendo os primeiros troços construindo uma liderança segura. No entanto Ricardo Teodósio não baixou os braços, e paulatinamente foi recuperando tempo, deixando a incerteza até ao último quilómetro. A diferença cifrou-se em 2,6 segundos, com Daniel Nunes a conquistar a segunda vitória no Open e Ricardo Teodósio a regressar aos bons resultados. No final, ambos manifestaram satisfação com o resultado reconhecido ter sido uma luta até à última “borracha dos pneus”.
Fernando Peres e Filipe Fernandes no Mitsubishi EVO 7 começam com um pião no troço inaugural que os afastava da frente. As diferenças acumuladas criaram um hiato para o duo da frente, e o terceiro lugar foi suficiente para Peres conquistar o título do Open. No final, manifestava satisfação pelo dever cumprindo.
Na quarta posição acabava João Correia e Ricardo Barreto, que depois de uma série de abandonos conseguiam um resultado muito positivo. Para além do segundo lugar júnior, também eram segundo entre os concorrentes do regional sul, atrás de Daniel Nunes. No quinto lugar Luís Mota e Alexandre Ramos, que efectuaram uma prova consistente, apesar das limitações do piloto com um problema no braço.
A esperada luta no Desafio Modelstand durou até ao final 4ª especial, quando Gil Antunes abandonou com um problema num tubo do radiador. Nesta altura Diogo Gago já liderava com 17,7 segundos, muito graças a um tempo avassalador na primeira passagem por Cavalos. Com esta vitória, o piloto algarvio reassume a liderança do Desafio. Pedro Fins e Sérgio Vaz fecharam o pódio.
A dureza da prova, aliado ao calor abrasador que se fez sentir, foram decisivos no desfecho das contas do regional sul. Num pódio totalmente Mitsubishi, encabeçado por Daniel Nunes, João Correia e Luís Mota, as atenções viraram-se para os lugares secundários. Os abandonos de Márcio Marreiros e de Jorge Rego, abriu portas a Marco Ferreira, que gerenciou o andamento e levou o Citroën Saxo até ao 6º regional, assumindo a liderança do regional com 65 pontos.
 Numa prova marcada por muitos abandonos, 13 concorrentes lograram levar as viaturas até ao Parque Fechado situado no Casino de Vilamoura.



JOAO BICA

Rallye Portugal Historico




Lareppe: primeiro a bisar o triunfo


Jose Lareppe/Joseph Lambert (Opel Kadett GTE de 1978) venceram a sétima edição do Rally de Portugal Histórico, depois de uma clara manifestação de superioridade face às restantes 78 equipas que participaram na prova e que se foi concretizando a partir da segunda etapa.

Lareppe, que foi o primeiro piloto a bisar no palmarés da competição, ascendeu à liderança na primeira chegada a Viseu e a partir daí nunca mais deixou de imprimir uma regularidade impressionante, demonstrando uma vez mais tratar-se de um maiores especialistas europeus neste tipo de competição.

Para o piloto belga, «este é claramente o melhor rali de regularidade da Europa. Ganhei duas vezes Monte Carlo, mas em nada se compara com Portugal. Este ano comecei mal, no primeiro dia tive problemas de motor que me atrasaram, mas consegui descobrir a causa e depois foi sempre rolar. Cheguei ao primeiro lugar antes do que queria, pois preferia tê-lo feito mais tarde. Depois, acabou por ser muito duro, pois fazer tantos quilómetros com tanta concentração e com tanta navegação exige muito dos dois elementos da equipa.»

Na segunda posição terminou outro piloto belga, Daniel Reuter, aos comandos de um Porsche 914/6 de 1970 que, depois de ter sido quarto na edição do ano passado, conseguiu agora o seu melhor resultado de sempre entre nós. Reuter esteve sempre atento a um deslize de Lareppe para poder aspirar à vitória, mas isso não viria a suceder, pelo que o segundo lugar acabou por ser um justo prémio para uma atuação quase isenta de erros.

A fechar os lugares do pódio ficou o espanhol Jose Otegui, em Audi quattro de 1981, que beneficiou dos problemas que afetaram na última fase da prova o seu compatriota Marcos Adan (Porsche 911 T de 1969) e o belga Johnny Delhez (Ford Escort de 1976).

João Mexia Leitão (Porsche 911 de 1973) acabou por ser o melhor piloto nacional numa edição que voltou a ser dominada pelos estrangeiros, terminando na ?? posição da geral, mas é caso para dizer que, com um pouco mais de sorte, os nossos representantes poderiam ter ocupado posições bem mais cimeiras, como aconteceu com o próprio Leitão e Cipriano Antunes (Audi quattro de 1981).

Classificação final: 

1º Lareppe/Lambert (Opel Kadett GTE), 475,9 pontos; 
2º Reuter/Vandervorst (Porsche 914/6), a 174,9 pt; 
3º Otegui/Otegui (Audi quattro), a 328,9 pt; 
4º Leitão/Machado (Porsche 911), a 353,9 pt; 
5º Adan/Osorio (Porsche 911), a 380,4 pt; 
6º Fuchey/Cancel (Porsche 911), a 558,6 pt; 
7º Antunes/Caldeira (Audi quattro), a 770,4 pt; 
8º Cosin/Huarte (Alfa Romeo 2000 GTV), a 804,9 pt; 
9º Martin/Reketa (Mercedes Benz 450 SLC), a 924,4 pt; 
10º Borges/Serôdio (BMW 635 CSI), a 1013,9 pt. 

Classificaram-se mais 40 equipas.



ANTONIO DINIS

Galeria Fotos II


Fotos Rallye Centro Portugal


https://www.facebook.com/media/set/?set=a.353174278102090.87053.100002285625640&type=3




NUNO DINIS

Galeria Fotos

Fotos Rallye Oliveira do Hospital

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.348298771922974.85560.100002285625640&type=3




NUNO DINIS

WRC RALLYE FRANÇA 2012


Todas as noticias, tempos on-line e desenrolar da prova em:

www.rallyedefrance.com

www.wrc.com





Desafio Modelstand




Dois candidatos e vários “outsider´s”

O Rali de Loulé ainda não irá definir as contas finais de 2012 do Desafio Modelstand, mas poderá ser decisivo no rumo que esta competição irá ter até final da temporada.
                                                                                   

O Rali de Loulé / Casino de Vilamoura é a sexta prova do Desafio Modelstand de 2012, competição que integra o Campeonato Open de Ralis, evento que se disputa a 7 de outubro, com a organização do Clube Automóvel do Algarve (www.clubeautomovelalgarve.pt).

Por ser a sul, ao Rali de Loulé vão deslocar-se sete dos 10 concorrentes que habitualmente disputam esta competição. Diogo Gago, Gil Antunes, Sérgio Vaz, Pedro Fins, Salvador Gonzaga, Roberto Canha e João Castela.

Depois da nova vitória consecutiva de Gil Antunes, desta feita em Oliveira do Hospital, o piloto de Sintra está mais motivado que nunca, apostando em somar o número máximo de pontos no Rali de Loulé, para se manter na liderança do Desafio Modelstand, tendo em conta até que é uma prova onde se dá bem. Não menos motivado, até porque “joga” perto de casa, Diogo Gago quererá vingar um pequeno erro que lhe terá custado a vitória no rali passado, mas também ele que o importante é não desistir e somar o maior número de pontos possível.

Num rali duro para as mecânicas dos Peugeot 206 GTi, onde os furos também poderão ser um problema, Salvador Gonzaga, até por força dos seus recentes resultados, quererá chegar-se o mais à frente possível na classificação final do rali, esperando até ainda uma oportunidade de também ele poder lutar pelo título.

Com uma época azarada, Pedro Fins vai a Loulé para mostrar que é também um outsider. Já provou que pode ser competitivo, e em Loulé quer terminar de vez com os azares e intrometer-se entre os primeiros.

João Castela, Sérgio Vaz e Roberto Canha tentam no Rali de Loulé fazer a melhor prova da temporada, estando qualquer deles libertos da pressão das contas do Desafio e, por isso, poderão ser outsider´s a ter em conta.

“Chegamos nesta altura aos principais momentos de decisão da temporada, em que qualquer erro pode ser fundamental para o desfecho da competição”, afirma José Costa, da Exporacing, entidade responsável pela organização do Desafio Modelstand, argumentando que “este rali é sempre um enorme desafio a todos os níveis nomeadamente ao nível da mecânica. As suspensões estreadas este ano tem melhorado a performance do 206, mas aqui o piso é muito duro, obrigando os pilotos a ter algumas cautelas... até com os furos. Estou certo que será mais uma grande prova, trazendo o Desafio Modelstand sete concorrentes a esta prova, o que é verdadeiramente excelente e deve ser realçado”.



CALENDÁRIO 2012:
18 /02 – Rali de Barcelos
10/03 – Rali Castelo Branco
14/04 – Rali Vidreiro
23/06 – Rali de Monção
07/09 – Rali de Oliveira do Hospital
07/10 – Rali de Loulé
27/10 – Rali de Gondomar
25/11 – Rali do Baião




NUNO DINIS

EXPO TT





PROGRAMA

Sexta- Feira  – 5 de Outubro

09h00 – Abertura do secretariado
09h30 - Início das verificações técnicas TRIAL
12h00 – Encerramento das verificações técnicas TRIAL
14h00 – Início da Secção A – PET 1 e PET 2
16h00 – Início da Secção B – PET 3 e PET 4
19h30 – Jantar e entrega de prémios do TRIAL


Sábado – 6 de Outubro

09h00 – Abertura do secretariado
10h00 – Briefing e formação de Navegação
12h00 – Partida do 1º jipe para a prova de Navegação
14h00 – Abertura pista de obstáculos
17h00 – Fim da prova de Navegação
19h00 – Encerramento pista de obstáculos
19h00 – Jantar e encerramento da prova de Navegação
21h00 – Drift Carlos Pacheco


Domingo – 7 de Outubro

08h30 - Abertura do secretariado
09h15 – Briefing
09h30 – Início do 1º Passeio TT Expo Feira
09h30 – Início do 1º Passeio BTT Expo Feira
13h30 – Abertura pista de obstáculos
16h30 - Encerramento pista de obstáculos
17h00 – Drift Carlos Pacheco / Paulo Matias




NUNO DINIS

Team Rodinunes



REPETIR OS PÓDIOS


O Clube Automóvel do Algarve vai levar para a estrada neste próximo fim-de-semana mais uma edição do Rallye de Loulé/Casinos de Vilamoura, a oitava ronda do Campeonato Open de Ralis.

A prova ainda pontuável para o Campeonato Regional Ralis Sul e Campeonato de Portugal Júnior de Ralis contará com a dupla Daniel Nunes e Daniel Amaral, eles que foram os grandes dominadores da prova anterior, o Rallye Oliveira do Hospital.

Sendo um rali que também se enquadram bem, a dupla de Sintra pretende manter os objetivos que têm delineado nestas ultimas provas, “rápidos e eficazes” pensando sempre num lugar entre os três primeiros.

Como nos salienta o Campeão Júnior de 2010 “O Rali será certamente bastante disputado. Da nossa parte vamos tentar novamente ser rápidos e eficazes. Vamos manter o nosso ritmo das últimas provas e tentar repetir os pódios nos três campeonatos que estamos inseridos, Open, Júnior e Regional Sul. O carro tem se mostrado muito bom, fiável acima de tudo e para Loulé melhoramos alguns pontos que já estavam a precisar, pelo penso que vai estar ainda mais competitivo”.

Além de ser um forte candidato no Open, Daniel Nunes é o mais sério candidato à vitória no Campeonato Júnior, ele que soma já com cinco vitórias esta época, mantendo assim o bom rumo para reconquista do título. No Open está também a fazer uma boa recuperação, sendo já o terceiro e tendo já no horizonte o segundo lugar.”

O rali disputa-se apenas no Domingo, com os concorrentes a realizar uma dupla passagem pelos troços de Cortelha, Besteiros e Cavalos, totalizando cerca de 200 quilómetros no percurso total da prova e 60 em contra relógio. O pódio final está previsto para as 14h18 em Vilamoura.



NUNO DINIS
Photo: Nuno Pimenta

Gil Antunes




FAZER UMA PROVA A PENSAR NOS PONTOS




O Campeonato Open de Ralis e o Desafio Modelstand irão rumar a sul para a edição de 2012 do Rallye de Loulé/Casinos de Vilamoura, prova esta em pisos de terra a cargo do Clube Automóvel do Algarve.

Os líderes do Desafio ModelSand, Gil Antunes e Carlos Ramiro, encaram esta prova mais uma vez com bastante otimismo. Como nos salienta o piloto “Vamos com o mesmo espírito e confiança das provas anteriores. Vamos tentar fazer uma prova sempre concentrados no nosso rali, andar regular, tentar gerir bem a mecânica do Peugeot e ter sempre em mente que é essencial acima de tudo somar pontos para o troféu. Apesar da prova ter um traçado novo, por norma são troços na qual me enquadro bem e gosto bastante. Os nossos adversários estão a andar muito bem e isso é bastante bom para o troféu, pois torna a competição ainda mais renhida e bastante mais interessante de seguir”.

O piloto de Sintra está a fazer uma boa época, tendo já garantido 3 segundos lugares e 2 vitórias nas últimas duas provas, o que lhe permite estar na liderança do troféu monomarca, numa altura onde faltam ainda disputar três ralis, todos em pisos de terra.

Em termos de Open o balanço é também ele muito produtivo, ocupando a 5ª posição da geral, 4ª da categoria 1.

O Rallye vai para a estrada apenas no Domingo, com uma dupla passagem pelos troços da Cortelha, Besteiros e Cavalos, totalizando 60 quilómetros em especiais de classificação, e 200 no percurso total da prova. O pódio final está previsto para as 14h18 em Vilamoura




ANTONIO DINIS
Photo: Nuno Pimenta